domingo, 21 de janeiro de 2018

Os valores da amizade


Caro Juvelino Soares A sua opinião sobre os comportamentos da amizade, entre o falso e o verdadeiro amigo, na verdade situa-se nas contradições do Parecer e não Ser, procurando na sua opinião, a crua realidade do que parece e não é: Ao respeitar agora o que nunca foi, o amigo e o irmão que não existia na sua solidariedade. Um tema interessante, caro poeta, ao qual vou manifestar-me com mais tempo, porque da amizade sou um defensor NÃO SÃO CONTRADIÇÕES,
MAS SIM
REALIDADES
Um bom amigo,
Pode trair-nos, abandonar-nos,
Até tornar-se no nosso maior inimigo.
Agora este nosso inimigo,
Passou a ser sério, e até honrado,
Nunca nos trai, mas mostra rancor,
Respeita a inimizade,
Dela é defensor,
Não tenhamos qualquer receio,
A sua inimizade, agora está sempre no meio,
Não há traição, há cumprimento, da situação,
Desde que nos fez o juramento,
Um inimigo diz sempre a verdade,
Sobretudo quando é para nos ofender,
De um amigo nunca sabemos o que esperar,
Mas de um inimigo, devemos espertar o pior,
Que ele sempre teve para nos dar,
Para assim ele retribuir com a inimizade,
A amizade que sempre tivemos para lhe dar.
14.06.2017
Juvelino Soares
GostoMostrar mais reações

Vélhice e pobrêza a quanto obrigas...

Palavras??? Quando por ai os percebo a cantar de galo, sobre os descartados sistemas do capitalismo e do marxismo, faço uma viagem ás minhas origens, percebendo, então, as suas utopias, maneirinhas no seu umbigo e nada exemplares do ponto de vista social As clientelas partidárias em ambos os sistemas ,( não falam das valas comuns, fico parvo pelo esquecimento) sendo necessárias em democracia,deviam ser próximos dos tais que defendem Vivem sim para os seus grupos seguidistas,como pintos atrás da galinha, porque o poder está ali ao virar da esquina, construindo as pontes e o despeito para as desigualdades. O 25 de Abril, realizou-me um sonho na minha liberdade e dos meus semelhantes, soltando-os das cadeias, como não acontece miseravelmente naqueles sistemas, no resto é só papagaios e distantes desta admirável mulher, apetecendo-me aliviá-la do seu pesado destino, porque as conheço e jamais as renego.
Foto de Anamaria Gonçalves.

sábado, 20 de janeiro de 2018

Subserviência ou humildade?Não me parece que tenha sido submisso e bajulador com os grandes mestres que conheci na minha profissão,sentindo e percebendo a sua proximidade a um profissional, que não teve a capacidade que os tornou famosos na nossa profissão Ao compreender essas distâncias na arte e nos variados métodos de trabalho dos meus colegas, só tive uma preocupação. Aprender e copiar o essencial, cultivando-me na humildade de não os desiludir e nunca me sentir envergonhado com as minhas participações um pouco pelo país Em Lisboa, Porto, Coimbra, sei lá onde tenho colegas ,, guardo as melhores recompensas de solidariedade dos mestres que, nunca fui como eles foram na nossa bela profissão No rescaldo de uma longa vida profissional, reconheço que a humildade foi a arte que mais me aproximou desses"monstros", alguns já partiram, outros vivem para lhes manifestar o meu respeito e admiração

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Camarada L. S. C. A história dos festivais iniciaram-se na década de 70, no século passado com impacto internacional Era organizado pela Associação dos Cabeleireiros, em Lisboa, lotando por completo os hoteis da cidade Muitos colegas recorreram para fora da Figueira, as desejadas camas para descansar as noites, a partir de sexta feira A fotografia mostra o meu estimado colega Joaquim Pinto, em 1980 Não é facil dar.-lhe uma ideia do que foram os festivais, verdadeiros centros de arte dos colegas estrangeiros,França.Itália, Alemanha ,Espanha Os cabeleireiros portugueses, fizeram o maior encontro de profissionais no Casino da Figueira da Foz Nesse belo periodo dos festivais,é com orgulho profissional, que recordo duas participações, não com colegas da Figueira da Foz, mas com colegas do Porto O interregno foi de muitos, anos, até que o Centro Artistico dos cabeleireiros, sediado no Porto, tomou a iniciativa de promover o festival com largo exito, até que... Os custos de uma logistica, que se deslocava do Porto, agravados com os custos da sala, terminou para sempre com um certame de classe e de prestigio para a Figueira da Foz Apesar dos meus colegas da Figueira, a maior parte me ter fechado as suas portas,recordo  com gratidão os que estiveram comigo nos festivais, Um abraço porque sabem que viveram bons momentos da profissão, no palco da arte e dos sonhos, no Casino da Figueira A todos a minha gratidão, mas permitam-me recordar o Manel , da Stilcoup, Porto  sem mais divagações
Camarada L. S. C. A história dos festivais iniciaram-se na década de 70, no século passado com impacto internacional Era organizado pela Associação dos Cabeleireiros, em Lisboa, lotando por completo os horteis da cidade Muitos colegas recorreram para fora da Figueira, as desejadas camas para descansar as noites, a partir de sexta feira A fotografia mostra o meu estimado colega Joaquim Pinto, em 1980 Não é fácil dar.-lhe uma ideia do que foram os festivais, verdadeiros centros de arte dos colegas estrangeiros,França.Itália, Alemanha ,Espanha Os cabeleireiros portugueses, fizeram o maior encontro de profissionais no Casino da Figueira da Foz Nesse belo período dos festivais,é com orgulho profissional, que recordo duas participações, não com colegas da Figueira da Foz, mas com colegas do Porto O interregno foi de muitos, anos, até que o Centro Artístico dos cabeleireiros, sediado no Porto, tomou a iniciativa de promover o festival com largo exito, até que... Os custos de uma logística, que se deslocava do Porto, agravados com os custos da sala, terminou para sempre com um certame de classe e de prestigio para a Figueira da Foz Apesar dos meus colegas da Figueira, a maior parte me ter fechado as suas, os que hoje recordo com gratidão por terem participado nos festivais, um abraço porque sabem que viveram bons momentos da profissão, no palco da arte e dos sonhos, no Casino da Figueira A todos a minha gratidão, mas permitam-me recordar o Manel , da Stilcoup, sem mais divagações

O Bairro Novo, perdeu mais um certame!

Festival dos cabeleireiros, no Casino da Figueira da Foz,"afundou-se para sempre na barra"!
Vencido por ondas de vários metros de altura, o carismático evento de longas décadas, não se manteve á tona de água, fustigado por lógicos interesses comerciais do Casino da Figueira da Foz A noticia do meu amigo e colega Fernando Nunes, do Centro Cultural e Artistico dos Cabeleireiros,sediado na cidade do Porto, deixou-me" encharcado" de interrogações e uma serena tristeza Se recuarmos às décadas de 70-80. do século passado, com hoteis lotados em fins de semana, a própria restauração e a zona de jogo no Casino, projectou-se a nivel internacional, um certame de classe e prestigio para a Figueira da Foz Foi a época dourada dos festivais, com a presença da campeã do mundo Simonetta Masiero, também organizado pela Associação dos Cabeleireiros, em Lisboa Nos ultimos anos e com o apoio do casino, o centro Cutural e Artistico, vindos do Porto, com armas e bagagens, reunia já algumas condições com saldo positivo, atraindo profissionais de norte e sul do pais, mas tudo na vida tem o principio meio e fim, agora já projectado para 5 de Abril 2018, na Exponor Ficam recordações e porque não a minha gratidão aos colegas do Porto, reconhecendo que o carismático festival, fica para sempre em boas mãos, lamentando é certo, mas o Centro Artistico, face aos custos do certame, não tiinha outra alternativa
Festival dos cabeleireiros, no Casino da Figueira da Foz,"afundou-se para sempre na barra"!
Vencido por ondas de vários metros de altura, o carismático evento de longas décadas, não se manteve á tona de água, fustigado por lógicos interesses comerciais do Casino da Figueira da Foz A noticia do meu amigo e colega Fernando Nunes, do Centro Cultural e Artistico dos Cabeleireiros,sediado na cidade do Porto, deixou-me" encharcado" de interrogações e uma serena tristeza Se recuarmos às décadas de 70-80. do século passado, com hoteis lotados em fins de semana, a própria restauração e a zona de jogo no Casino, projectou-se a nivel internacional, um certame de classe e prestigio para a Figueira da Foz Foi a época dourada dos festivais, com a presença da campeã do mundo Simonetta Masiero, também organizado pela Associação dos Cabeleireiros, em Lisboa Nos ultimos anos e com o apoio do casino, o centro Cutural e Artistico, vindos do Porto, com armas e bagagens, reunia já algumas condições com saldo positivo, atraindo profissionais de norte e sul do pais, mas tudo na vida tem o principio meio e fim, agora já projectado para 5 de Abril 2018, na Exponor Ficam recordações e porque não a minha gratidão aos colegas do Porto, reconhecendo que o carismático festival, fica para sempre em boas mãos, lamentando é certo, mas o Centro Artistico, face aos custos do certame, não tiinha outra alternativa

    António Saraiva
    12 h
    VAMOS MOSTRAR QUE SOMOS REALMENTE, SOLIDÁRIOS.
    PARTILHEM !!! PARTILHEM !!! PARTILHEM !!! PARTILHEM !!! PARTILHEM !!! PARTINHEM !!
    GostoMostrar mais reações
    Comentar
    Comentários
    Olimpio Fernandes O drama dos que são obrigados a trabalhar para estes vampiros
    Gerir
    GostoMostrar mais reações
    Responder7 h
    GostoMostrar mais reações
    Comentar
    Comentários
    Margarida Gama atualizou a sua foto de capa.
    Domingo | 4 Junho | pelas 15h00 | venha aplaudir a equipa de cabeleireiros da Figueira com uma produção bem original. Contamos consigo 💇💆 👍😀
    GostoMostrar mais reações
    Comentar
    Comentários
    Olimpio Fernandes O ultimo Festival par recordar sempre
    Gerir
    GostoMostrar mais reações
    Responder1 dia(s)
    Olimpio Fernandes O ultimo Festival para recordar sempre
    Gerir
    GostoMostrar mais reações
    Responder1 dia(s)
    os às décadas de 70-80. do século passado, com hoteis lotados em fins de semana, a própria restauração e a zona de jogo no Casino, projectou-se a nivel internacional, um certame de classe e prestigio para a Figueira da Foz Foi a época dourada dos festivais, com a presença da campeã do mundo Simonetta Masiero, também organizado pela Associação dos Cabeleireiros, em Lisboa Nos ultimos anos e com o apoio do casino, o centro Cutural e Artistico, vindos do Porto, com armas e bagagens, reunia já algumas condições com saldo positivo, atraindo profissionais de norte e sul do pais, mas tudo na vida tem o principio meio e fim, agora já projectado para 5 de Abril 2018, na Exponor Ficam recordações e porque não a minha gratidão aos colegas do Porto, reconhecendo que o carismático festival, fica para sempre em boas mãos, lamentando é certo, mas o Centro Artistico, face aos custos do certame, não tiinha outra alternati