terça-feira, 28 de março de 2017



oz do Mondego!

Especial Vila do Paião, brilhou com a actuação do Grupo Vocal Viva Voz, na sua ultima emissão.


Comentários
Paulo Pinto A Freguesia de Paião agradece por divulgarem o que de bom existe na Freguesia. A toda a equipa da Foz do Mondego Rádio o meu obrigado. Abraço fraterno meu caro Olimpio Fernandes. 
Também um obrigado especial a todos os participantes da nossa Freguesia.
GostoResponder23 h
Ana Santiago · Amigo/a de Fátima Trigo e 22 outras pessoas
Bem hajam, Olímpio Fernandes e Miguel Machado pelos momentos que o Grupo Viva Voz da SFP partilhou convosco e com o Sr Presidente de Junta, Paulo Pinto. Ficarão registados na memória do nosso coração! Bem haja Rádio Foz do Mondego!

segunda-feira, 27 de março de 2017

Olá visitantes, reflectir é preciso?

Tempo Contado.
Rentes De Carvalho. Escritor
Vamos reflectir?
Não pertenço, não me filio, não tiro proveito.Sou livre e ajo com liberdade
Continua. Embora não o seja de todos, é conhecida a verdade de mesmo Deus,o Todo Poderoso, ter lutado em vão contra a estupiez , e há também prova do seu insucesso na melhoria do sectarismo e da malicia, porque doloroso e também divertido...
Ver Mais
GostoMostrar mais reações
Comentar

domingo, 26 de março de 2017

Caros visitantes

De desejarem podem  no facebook, clicando em ver mais,só agora é que eu o pacovio, descobri tal pormenor Boa semana

Do facebook, por Montemor

José Salvado Caro Olímpio, também eu recordo o padre João Direito, em primeiro lugar porque era meu conterrâneo, de uma freguesia vizinha da minha, em cujo cemitério foi sepultado, mas também de uma palmada dada na igreja dos Anjos ao Alberto de Santa Rita, hoje f...Ver mais
GostoResponder15 h
Francisco Leal Não quero de maneira alguga molestar o sentir de Cada um, muito mais eu , que não sou religioso.Tenho na realidade o Livro da Adilia ,sua esposa do Atlético de 1992 , que foi o Armando Girão que teve gentileza de me oferecer .Mas só um Parte , gostava...Ver mais
GostoResponder14 h

Do facebook


A bofetada do padre João Direito.
Não descobri ainda, se a bofetada do padre joão, que chegou a Montemor , pela tardinha, como escreveu a minha mulher , no livro do Atlético (1992) o posso culpar da minha heresia, por ter levado nas fuças,ajoelhando no soalho da sacristia, na Igreja de São Martinho, em Montemor. Se penso no sino da Igreja, com a sua chamada aos fieis, tenho também algumas duvidas,se são capazes de mudar no melhor do entendimento e da esperança, face á mensagem da Silvana Grilo

sábado, 25 de março de 2017


Associação de Amizade e das Artes Galego Portuguesa


A Dr,Conceição Ruivo, foi a convidada do programa Baixo Mondego,(Especial Paião 2017) que terá o seu fim, na próxima segunda feira, a partir das 22horas, no 99.1 João Boia e a Ana Rita, apoiaram-me numa emissão de duas horas, com a entrevistada Do exterior, comunicamos com o Porto,Margarida Rama, sobre o evento de moda, também da Carapinheira, Aldo Aveiro, enviou.nos noticias das Terras de Montemor.

Ao longe a ponte da figueira da Foz


Moradores do Concelho da Borda do Campo

Da esquerda,José Coelho, o vice presidente.José Gonçalves, o presidente, de uma Instituição da Borda do Campo, a qual para se avaliar a sua intervenção social, basta dizer que tem ao seu serviço, 65 trabalhadoras, num localidade que não tem mais de 900 habitantes.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Boa Noite.caros visitantes

Mais logo pelas 22horas.Especial Vila do Paião 2017

Concelho de Moradores de Borda de Campo. Convidado José Gonçalves  99.1 Foz Mondego Radio

terça-feira, 21 de março de 2017

Vinte e cinco anos depois!

Q Sra Idália Matias, foi minha cliente no Bairro Novo,Regressou agora na Cova Gala

Especial Vila do Paião,2017

Cláudia Pinto, presidente da direção,Amílcar Coelho, presidente da Assembleia Geral,em representação da Vateca,(Telhada)no programa de segunda feira,a partir das 22horas.Numa aldeia com 150 habitantes, os dirigentes da Vateca, fazem "milagres" com os seus meninos, na formação desportiva, num exemplo raro de dedicação.

sábado, 18 de março de 2017

Aurélio Rocha. Arazede

i
Presidente da Academia Musical Arazedense, esteve no
Baixo Mondego, divulgando  o aniversário(123 anos) da Academia, no próximo dia 29 de Março 2017

Todos os Dias Morrem Deuses


Esta tarde, no  no programa Baixo Mondego Foz Mondego rádio 99.1, o escritor Dr António Tavares, conversou sobre o novo livro, com lançamento no próximo mes de Abril 2017.

Bom fim de semana

Os Deuses Morrem Todos Os Dias.
Um convidado ilustre, vamos ter no programa Baixo Mondego, a partir das 15 horas,Foz Mondego Rádio 99.1 Depois do exito, com o Coro dos Defuntos(prémio Leya) vem aí outro romance do escritor Dr António Tavares, proposto ao grande público, no próximo mes de Abril 2017 Também em Montemor, comunicará com o programa, o Dr Deolindo Pessoa, actor e encenador no O Citec.
Os Emigrantes,apresentados em dois actos, mais logo pelas 21 horas, em Montemor-o-Velho, terá do actor,a sua divulgação O Quiosque dos Jornais(Carapinheira) uma rúbrica de Aldo Aveiro, tudo isto na primeira hora. De Arazede,Aurélio Rocha, nos estudios, depois das 16 horas.A Filarmónica, de Arazede, vai fazer a sua festa, dos seus 123 anos, no próximo dia 29 de Março 2017 O apoio técnico.João Boia e Ana Rita.Por mim, vou prometer a velha dedicação, nem sempre ajustada no melhor para os ouvintes o 99.1
Até lá,se convencido  sou eu...

quarta-feira, 15 de março de 2017

Síndrome dos medrosos

Ninguém se livra de uma qualquer patologia, no entanto há que perceber o fenómeno deste principio inibidor, por vezes originado por comodismo e vontade de agradar a gregos e a troianos, o que deixa de ser uma patologia, para se transformar numa insidiosa cobardia, Não tenhamos medo das palavras, o que importa é aprender com estes derrames de personalidade, que badalando a sete ventos,alguns valores de amizade, incluindo a frontalidade de outros motivos de cidadania, logo se percebe o seu triste ocultismo, feito crença absoluta dos seus egos, demasiado grandes, na plantação de eucaliptos, que secam tudo á sua volta.,Normalmente, são individuos respeitados, enquanto não se percebe a sua função festeira, esbanjando a seguir os sorrisos e "xis coração" em quantidades assustadoras, mas devolvidos ás suas origens, não tardam a traí-se, nos vulgares contraditórios de circunstancia, porque entre o medroso e o cagadinho, a diferença é muito curta

segunda-feira, 13 de março de 2017

Ana Margarida, quem és tu? Sabemos que o mundo é demasiado cão, para que possamos fazer-lhe festas! Uma vida longa a conhecer gentes diversas, por onde me escuso, de referenciar os meus defeitos.Porém; neste longo percurso, conheci gentes, nas quais me rendi aos seus encantos de comunicação, quer no teatro e na rádio. Gentes, cuja escola é o talento tão próximo dessas gentes, e distante de mim Talvez por isso, essas gentes me tenham devolvido outro tipo de sensibilidade, percebendo-as, julgando-as dotadas, sobretudo, aprendendo com essas gentes. Ana Margarida, com outras gentes respeitadas na freguesia de São Pedro, no teatro e na radio, que bom ter conhecido essas gentes que me trazem boas memórias da terra covagalense.
GostoMostrar mais reações

Ana Margarida, quem és tu?




domingo, 12 de março de 2017

Entre o Baixo Mondego e Varadero (Cuba) foi só discar uns números.
Pouco mais de 10 horas, em Cuba.Em Portugal, pouco mais de 15 horas, confirmava-se o contacto direto, com Jorge Camarneiro, para uma conversa, sobre os 4 milhões de turistas, que visitam a Ilha, durante um ano. Uma zona privilegiada de praias, dezenas e dezenas de hoteisr. A nossa conversa, limitou-se no apetecido lazer do nosso entrevistado, revelando a época sazonal, que faz convergir a Cuba, os tais milhões de turistas. O embargo foi também abordado, numa fase de mudanças do regime, entre outros motivos e análises , pronunciadas em directo por Jorge Camarneiro.A emissão foi toda ela do exterior, comunicando com a Carapinheira, a estreia da nova rúbrica,Quiosque dos Jornais,Aldo Aveiro, depois em Maiorca,o Rui Figueiredo, falou da sua paixão pelas fotografias, e mais adiante, Carlos Cunha, em Montemor, comentou a peça de teatro, os Emigrantes, a estrear no próximo sábado, em Montemor-o-Velho.Gonçalo Oliveira, sempre em sintonia com o 99.1, projectou o jogo da naval Oeiras, numa tarde diferente de comunicação com os ouvintes. Ana Rita e João Boia, os apoios reconhecidos

quinta-feira, 9 de março de 2017

Comunicar é viver as palavras e os seus sentimentos.

Fiquei surpreendido, mas agradado, com a surpresa do mestre Sansão Coelho, sobre o texto do programa baixo Mondego. O facto de conhecer a sua capacidade profissional, detestando a lisonja, fico a pensar que foi excelente, ao longo da minha vida profissional, ter tido a noção de aproximação e aprendizagem com os grande mestres, aos quais, sem falsas palavras, nunca fui como eles foram na profissão Com Sansão Coelho, aconteceu-me a mesma situação..Estava em presença de um mestre, o que fiz?
Humildade, aprendizagem sem bajular, sabendo ocupar o meu lugar, levantando-me para lhe dar a cadeira, respeitosamente, a receita que me encheu de gosto e me garantiu o meu modesto estatuto, feito de carolice e paixão O texto publicado na Radio Foz do Mondego, a meu respeito, claro que me orgulho dele. mas será que sou capaz de tais aproximações ao mestre Sansão Coelho, jamais vou ter essa ironia, feita de parvoice O modo como o mestre, trata os amadores da Foz do Mondego, todos por igual, elevando-os, desde que sejam honestos, é já um estudo e uma tese de excelente comunicação, da qual é professor
o Mondego Rádio
Página gostada · 7/3 ·
AOS SÁBADOS, DAS 15 ÀS 17 HORAS, HÁ "BAIXO MONDEGO"
A FOZ DO MONDEGO RÁDIO(a rádio que está a dar)transmite todos os sábados entre as 3 e as cinco da tarde um programa realizado por OLÍMPIO FERNANDES cuja foto podemos ver aqui inserida.
Revelando a suas incessantes paixões pela COMUNICAÇÃO e por MONTEMOR-O-VELHO, sua terra natal, OLÍMPIO FERNANDES apresenta na nossa FMRÁDIO (FOZ DO MONDEGO RÁDIO em 99,1) um programa que aposta em viajar, sonora e imaginariamente, na saudade das barcas do Mondego e no futuro de uma região que tem pernas para ser das mais importantes do país: A região ou sub-região do BAIXO MONDEGO.
Este programa BAIXO MONDEGO viaja entre Coimbra/Pereira/Carapinheira/Montemor/Lavos/Figueira.
OLÍMPIO FERNANDES, acompanhado pela jovem locutora ANA RITA ( a quem trata carinhosamente pela Nossa Menina da Rádio) e com a supervisão técnica de JOÃO BÓIA, traz à nossa antena Convidados do Baixo Mondego, Temas de intensa atualidade regional e Vozes de cantores ou sons de Conjuntos e Orquestras desta viçosa e verdejante região.
Um programa que nos encanta e que é impossível perder aos sábados à tarde.Este é mais um dos programas que fazem da FOZ DO MONDEGO RÁDIO (99.1) uma das mais escutadas rádios da Região Centro

Respeitados visitantes, bom fim de semana


, Claro, não vamos discutir o regime, numa agradavel conversa, em que o lazer em familia, terá que ser respeitado, porque fazer turismo é uma circunstancia, enquanto as causas sociais, tem outros ditames Não percam, sábado, a partir das 15 horas,, 10 horas em Cuba, porque gostamos de construir a informação para si em sintonia, 99.1 eventualmente, claro.

quarta-feira, 8 de março de 2017

O prazer de comunicar com a arte de cortar cabelos, digo eu, que sou vaidoso de mais.


O poder da comunicação

Baixo Mondego, procura no sábado, depois das 15 horas, a sua internacionalização, face ao que entendemos comunicar com o estrangeiro. Pensava propor aos meus colegas e colaboradores, Ana Rita e João Bóia a total alteração do programa, no próximo sábado Está agendado o inicio da rúbrica, o Quiosque dos Jornais, sediado na Carapinheira, cujo editor,Aldo Aveiro, jornalista, inicia em direto a sua colaboração com o Baixo Mondego. Mas, eis que outro motivo na área da comunicação, nos motiva com agrado, ou seja, levar aos ouvintes do 99.1, uma reportagem em directo. Jorge Camarneiro,viaja com a familia para Cuba, instalando-se em Varadero, uma bela zona de praias È ali que pouco depois das 15 horas (1O horas em Cuba, o vamos entrevistar em direto para o programa Baixo Mondego Podemos falar de tudo sem preconceitos,admitindo que misturar turismo com alternativas sociais , pode não ser do agrado do entrevistado Jorge Camarneiro. .Dos 3 milhões de turistas que visitam Cuba, em cada ano, o civismo do povo,as praias de Varadero, com mais de 300, na sua longa costa, que sei eu de um país em mudança? O programa terá outros motivos, desporto, poesia, a musica da Ana Rita e do João Boia, enfim esperar para ouvir, se fazem favor Até lá

segunda-feira, 6 de março de 2017

Ai´está a rádio ao serviço das populações, agora no Paião


Bardamarega, ou pela boca morre o peixe?

Agora vou brincar porque me dá jeito, se não devemos rir de quem chora, aqui vai para o Sr Bruno de Carvalho.BARDAMAREGA, foi a expressão encontrada por aí num facebook, pois eu não tinha intuito para tanto.
Gosto
Comentar

domingo, 5 de março de 2017

Rivalidades, fanatismos, no crematório, o que fica?

Disfarces? Eu?
Ás vezes o melhor é ficar calado, mas outras vezes sinto-me e pelo rigor da minha manifestação, capaz de a assumir públicamente, como se trata agora com as eleições do Sporting. Esta manhã, a minha mulher que se "casou" com a antena um, alertou-me.O vosso rival, dizia-me, levou milhares e milhares de votantes, não é só o teu Benfica, que faz história. A minha resposta, na mais pura consciência, da grandeza do clube, limitei-me a dizer. Olha lá! O Sportring, é uma grande Instituição, não me admira os tais milhares que foram votar.O engraçado,( ou não tem graça?) na euforia da vitória, o Sr Bruno Carvalho, recordou o tio avó, Pinheiro de Azevedo, do seguinte modo. Comentadores, rivais, vão todos para bardamerda Ora tomem...Que é democrático. Pela parte que me toca, muito agradecido

Bom domingo

O Benfica controlou, ou não teve capacidade para contrariar um excelente adversário? Há ali qualquer imbróglio, que mastiga o curso final das jogadas, ou sou eu que vejo o futebol ao quadrado? Jogo intenso, ´foi um facto, no resto, é melhor esperar que a procissão, se estenda para fora da sacristia, apesar da raça vermelha, com o "paizinho" por ali em sentinela. Os golos quase a ultrapassar o risco, fica o reparo para os que tiveram a pior das azelhices, mas o jogo é feito, também, assim, por onde se calçam as botas trocadas

sexta-feira, 3 de março de 2017

Tudo na mesma, passado um ano.


Respondi desta forma aos cento e tal visitantes no meu blog, face ao apontamento, argueiro. O que me resta ainda, neste vendaval da vida de todos os dias, neste corre-corre necessário e compulsivo do dia a dia, é perceber que a gratidão me anima na caminhada por avenidas e ruelas,com gentes de todas as idades e com as mesmas virtudes e defeitos, quanto eu teimo em subsistir. A gratidão é pois no meu conceito, um" alimento," quando verifico o numero de visitantes a um espaço humanizado e respeitador dos que não pensam como eu penso e cada vez mais responsável, quanto frontal e solidário.Orgulhoso sim, convencido nunca, procuro partilhar a vida, comunicando-a, do meu jeito popular,

Não devemos ter a memória curta

es
Agora mesmo
Faz hoje 52 anos assassínio de
Humberto Delgado
13-02-1965-Pensando vir reunir-se com opositores ao regime do Estado Novo, Humberto Delgado dirigiu-se à fronteira espanhola em Los Almerines, perto de Olivença, em 13 de Fevereiro de 1965. Ao seu encontro vai um grupo de agentes da PIDE, liderados por Rosa Casaco. O agente Casimiro Monteiro assassina-o, bem como à sua secretária, Arajaryr Campos. Os corpos foram ocultados perto de Villanueva del Fresno, cerca de 30 km a sul do local do crime.
Humberto Delgado na Praça Joaquim Melo Freitas, Aveiro.
GostoMostrar mais reações
Comentar